Arcon-PA concede autorização a quatro linhas de transporte hidroviário de passageiros

Arcon-PA concede autorização a quatro linhas de transporte hidroviário de passageiros

Quatro novas linhas de transporte hidroviário receberam autorização para operar…

Arcon-PA cumpre sequência de visitas a municípios pólo no sudeste do Estado

Arcon-PA cumpre sequência de visitas a municípios pólo no sudeste do Estado

Seguindo com a agenda da Agência de Regulação e Controle…

Servidores da Arcon-PA participam de gesto solidário no Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue

Servidores da Arcon-PA participam de gesto solidário no Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue

Em comemoração ao Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue,…

Carteira de meia passagem intermunicipal tem prazo prorrogado até o final de novembro

Carteira de meia passagem intermunicipal tem prazo prorrogado até o final de novembro

A Comissão Tripartite da Meia Passagem Intermunicipal, da qual a Agência de Regulação e Controle dos Serviços Públicos…

Frontpage Slideshow | Copyright © 2006-2011 JoomlaWorks Ltd.

 

 

Órgãos de segurança trabalham no resgate às vítimas de naufrágio no Rio Pará

Órgãos da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), em conjunto com equipes da Marinha, resgataram, com vida, 31 pessoas, após uma embarcação ter virado no Rio Pará, entre as cidades de Barcarena e Ponta de Pedras, devido à forte maresia. As buscas prosseguem. Um navio pesqueiro que passou no instante no naufrágio também auxiliou nas buscas.

A embarcação não tinha registro na Agência de Regulação e Controle de Serviços Públicos do Estado (Arcon).

O incidente teria ocorrido por volta das 16h desta quarta-feira (7), ainda às proximidades de Ponta de Pedras. Dezenas de pessoas estariam a bordo da embarcação. Três mortes já foram confirmadas. Agentes de segurança do Corpo de Bombeiros de Belém, Barcarena e Abaetetuba, dos Grupamentos Fluvial e Aéreo, além da Companhia de Policiamento Militar, da Polícia Civil e do Centro de Pericias Científicas Renato Chaves atuam na operação de resgate às vítimas.

 

Texto: Agência Pará de Notícias/Secom-PA

Representantes de linhas de transporte autorizadas são recebidas por diretores da Arcon

Quatro novas linhas de transporte hidroviário receberam autorização para operar da Agência de Regulação e Controle de Serviços Públicos do Estado do Pará (Arcon-PA). As concessões são para as linhas de Óbidos a Santarém, de Belém a Portel e duas de Mocajuba a Cametá, e o serviço foi iniciado no dia 1º de dezembro.

Na última quinta-feira, dia 24, o representantes das empresas estiveram na sede da Arcon, e foram recebidos pelos diretores Karim Zaidan, de Normatização e Fiscalização, e José Croelhas, de Controle Financeiro e Tarifário, além da gerente do Grupo Técnico de Transporte Hidroviário (GTH), Martinha Rocha, juntamente com técnicos da Agência, que mostraram direitos e deveres das empresas e usuários, a partir da regularização.

A linha Mocajuba- Cametá, como serviço diferenciado, é compartilhada pelas empresas J.N. Navegações e Céu do Brasil. De Óbidos a Santarém, as viagens serão feitas pelas empresas Romualdo Batista do Amaral Filho, que opera o navio-motor "Príncipe de Óbidos"; e agora também, com a empresa ECP do Amaral, que opera o navio VIP. A viagem entre Belém e Portel, que também é feita em 18 horas e com parada em Breves, será feita em 12 horas pela T. do Vale André Navegação. 

 

Texto e fotos: Assessoria de Impensa

Operação integrada combate transporte irregular no sudeste do Pará

No período de 28 a 30 de novembro, a Agência de Regulação e Controle dos Serviços Públicos do Estado do Pará (Arcon-PA), em parceria com a Polícia Militar do Estado do Pará (PMPA) e Polícia Rodoviária Federal (PRF), participou de uma operação integrada de fiscalização de transporte rodoviário, na região sudeste do Estado, tendo como ponto de concentração a cidade de Marabá. O resultado da operação foi de onze autos de infração expedidos e oito apreensões de veículos irregulares.

A operação – que também contou com a colaboração da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), ligada à PMPA, e do Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN) – em um total, aproximado, de 20 pessoas, começou na última segunda-feira, 28, na barreira da rodovia BR 155. No dia seguinte, 29, a concentração começou às 5 horas, na rodovia PA 150, no trecho entre Marabá e Nova Ipixuna, pela manhã, e à tarde, na BR 222, próximo à vila São Raimundo. No último dia da operação, 30, as atividades começaram às 7h30, no trevo de entrada da cidade de Goianésia.

Ainda na operação, o DETRAN, integrado à Arcon-PA e à Polícia Rodoviária Estadual (PRE), apreendeu uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) falsa, no Terminal Rodoviário de Tucuruí.

O diretor geral da Arcon-PA, Bruno Guedes, disse que operações como essa serão constantes nas atividades da Agência. “Uma ação integrada entre os órgãos envolvidos oportuniza uma maior amplitude nas abordagens durante esse tipo de operação. Tem ainda o condão de conscientizar a população para que não se utilizem do transporte clandestino", relembrou Bruno Guedes.

Para Karim Zaidan, diretor de Fiscalização e Normatização da Arcon-PA, operações integradas e planejadas como essa têm um resultado muito positivo. “Já havíamos recebido denúncias sobre transporte irregular de passageiros em Marabá e localidades próximas. E é importante frisar que operações integradas são mais eficazes, pois cada órgão envolvido trabalha em sua especificidade, como por exemplo, a Arcon, que fiscaliza se os veículos estão autorizados ou não a transportar passageiros. A operação foi planejada com a participação do todos, desde Belém, até a visita que fizemos na semana passada a Marabá”, avaliou o diretor.

“Foi fundamental o empenho de todos os envolvidos nessa ação integrada, em especial o apoio do tenente-coronel Fialho, da Polícia Militar, e do inspetor-chefe da Terceira Delegacia da PRF de Marabá, Franklin dos Santos, que não mediram esforços para o sucesso da operação”, concluiu Karim.   

 

Texto: Dedé Mesquita

Fotos: assessoria de imprensa 

Arcon-PA concede autorização a quatro linhas de transporte hidroviário de passageiros

Quatro novas linhas de transporte hidroviário receberam autorização para operar nesta terça-feira (29), da Agência de Regulação e Controle de Serviços Públicos do Estado do Pará (Arcon-PA). As concessões são para as linhas de Óbidos a Santarém, de Belém a Portel e duas de Mocajuba a Cametá. O serviço poderá ser iniciado a partir de 1º de dezembro.

O diretor geral da Arcon-PA, Bruno Guedes, recebeu os representantes das empresas para a cerimônia de entrega das autorizações e ordens de serviço. A gerente do Grupo Técnico de Transporte Hidroviário (GTH), Martinha Rocha, juntamente com técnicos da Agência, esclareceram sobre os direitos e deveres das empresas e usuários, que devem ser seguidos com rigor a partir da regularização.

“Essa ação foi alavancada a partir da intensificação de ações de fiscalização, que identificaram serviços de transporte oferecido por empresas privadas sem a devida delegação da Agência. As empresas que atuam de modo irregular, em sua maioria, operam com embarcações que não oferecem segurança aos passageiros, além de não estarem comprometidas com as questões regulamentadas, e, principalmente, não observam os direitos dos usuários”, avalia Martinha Rocha.

A linha Mocajuba - Cametá, como serviço diferenciado, realizando o percurso em menor tempo, será compartilhada pelas empresas J.N. Navegações e Céu do Brasil. João Monteiro, representante da J.N. Navegações avalia como “muito importante a linha para o município, principalmente para os alunos que fazem a viagem, porque a estrada é longa e o barco facilita o deslocamento”.

Já o representante da Céu do Brasil, Ivanildo de Vasconcelos, vê uma oportunidade de simplificar o acesso aos serviços que não são disponíveis em Mocajuba, mas que podem ser encontrados em Cametá. “Vai melhorar a mobilidade da população para os bancos, INSS e outros negócios que as pessoas precisam”, avalia Vasconcelos. “Além disso, fica melhor para nós prestar um serviço legalizado e com o apoio do governo”, completa.

De Óbidos a Santarém, as viagens serão feitas pelas empresas Romualdo Batista do Amaral Filho, que opera o navio-motor "Príncipe de Óbidos"; e agora também, com a empresa ECP do Amaral, que opera o navio VIP. As duas empresas estão devidamente autorizadas junto à Arcon-PA.

Segundo representante de ambas as empresas, Evander Batista, o diferencial é o conforto para a população. “Os passageiros de Óbidos estão muito bem servidos com as duas embarcações, que oferecem conforto, segurança e serviços de qualidade”, disse Evander.

A viagem entre Belém e Portel, que também é feita em 18 horas e com parada em Breves, será feita em 12 horas pela T. do Vale André Navegação. “Queremos prestar o melhor serviço possível, com conforto, segurança e sem paradas, o que até hoje não existe”, afirma o representante empresa, Tiago André.

Texto e fotos: Vanessa Pinheiro