Início » Noticia » Recadastramento de deficientes para emissão de carteiras de gratuidade continua pelo Pará
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

Recadastramento de deficientes para emissão de carteiras de gratuidade continua pelo Pará

 

m  três  dias de trabalho a Agência de  Regulação e Controle  de  Serviços Públicos (Arcon) já efetivou  mais de 600 recadastramentos  de pessoas  com deficiência para a emissão da nova  carteira que  vai garantir  a  gratuidade no transporte intermunicipal de passageiros. Desde a última  segunda - feira , 12 , os  profissionais  da  Secretaria de Saúde  do Estado ( Sespa) e  da  própria  Arcon estão percorrendo  os  municípios-polo em algumas regiões do Pará.  A primeiro dia  de  recadastramento  aconteceu em  Barcarena  foram realizados  até  agora  cerca  de 200  atendimentos  e  no município de  Abaetetuba ,  só  na quarta-feira , 13, o  número  de  pessoas atendidas  chegou  a  300.

Entre os que solicitaram a  nova  carteira de deficientes  estava  Manoel  Pedro Cardoso, 55 anos de  idade, emocionado ele  elogiou a  iniciativa  da  Arcon em emitir  um documento  oficial  que  venha    garantir a  gratuidade  no transporte  rodoviário e  hidroviário para  deficientes. “Eu achei dez  esse recadastramento e  a carteira , agora  não  vou mais  passar por constrangimento  no momento em  eu  for ao guichê emitir  meu  bilhete  para  viajar  até  Belém , onde faço consultas e exames, ressaltou  Manoel.

Francirene  Santos , 23  anos de idade, levou a  filha de 4 anos, que  é  deficiente,  para se recadastrar . “Com a nova  carteira minha  filha terá o direito à gratuidade nos  ônibus  intermunicipais garantido, e  ninguém mais  vai poder dizer que  ela não é  deficiente ou que  o laudo médico é  falso”, disse  a  dona  de  casa.

O  direito dos  deficientes à  gratuidade no  transporte  intermunicipal  nos ônibus, micro- ônibus  e embarcações  é assegurado por  lei, através do  Decreto Estadual nº 3.947, de  24 de março de 2000.

O diretor geral da Arcon, Bruno Guedes, acompanhou os  trabalhos  de recadastramento em Barcarena  e  Abaetetuba, e  disse que  o  grande  número de usuários que procurou  o  local  de atendimento   é  a  comprovação de  que  a população entendeu a  necessidade  do recadastramento e  da  modernização do sistema  de  gratuidade .“ Um saldo muito  positivo para o primeiro  dia de  avaliação médica, as pessoas tirando as dúvidas sobre  o processo  e  fazendo  valendo seus  direitos , em  breve  esperamos  já estar entregando as primeiras novas  carteiras para  os  usuários”, concluiu Guedes.

O presidente  da  Associação  de  Deficientes do  Município de  Abaetetuba (ADEMA) , José da  Silva Rodrigues,  elogiou a  iniciativa  e  parceria  da  governo do estado através da Arcon, pela  nova  carteira  que  vai   beneficiar quem  realmente  necessita  dessa  gratuidade.

Texto:  Lourdes Cezar

Fotos : Ascom/Arcon