Início » Noticia » Arcon promove homenagem pelo Dia Internacional da Mulher
  • Increase
  • Decrease

Current Size: 100%

Arcon promove homenagem pelo Dia Internacional da Mulher

 

A Agência de Regulação e Controle dos Serviços Públicos do Estado do Pará –Arcon estará realizando   uma homenagem especial para as cerca de 80 servidoras que compõe o quadro do órgão, em comemoração  ao  Dia Internacional da Mulher que é celebrado nesta sexta-feira, 08 de março.  O momento será realizada às 09h30, no auditório da Arcon, com sorteio de brindes e coquetel para oferecer um momento de descontração  e agradecimento  à todas as mulheres que contribuem para  a eficiência das atividades da Agência.

O Diretor-geral da Arcon, Eurípedes Reis, elogia o desempenho de todas as servidoras que compõe o  quadro da Arcon: “O papel da  mulher como profissional comprometida e eficiente em tudo o que faz é fundamental para alcançar  bons resultados nas atividades desenvolvidas aqui na Arcon. A competência é sem dúvida uma  característica peculiar  à figura feminina no mercado de trabalho hoje, parabenizo à  todas  pelas conquistas alcançadas”, conclui Eurípedes. 

A história  remete à criação do Dia Internacional da Mulher ao episódio ocorrido em uma fábrica têxtil de Nova York em 1911, quando cerca de 130 operárias morreram carbonizadas. O incidente ocorrido em 25 de março daquele ano marcou a trajetória das lutas feministas ao longo do século 20, mas os eventos que levaram à criação da data são bem anteriores a este acontecimento.

 No Brasil, as movimentações em prol dos direitos da mulher surgiram em meio aos grupos anarquistas do início do século 20, que buscavam, assim como nos demais países, melhores condições de trabalho e qualidade de vida. A luta feminina ganhou força com o movimento das sufragistas, nas décadas de 1920 e 30, que conseguiram o direito ao voto em 1932, na Constituição promulgada por Getúlio Vargas. A partir dos anos 1970 emergiram no país organizações que passaram a incluir na pauta das discussões a igualdade entre os gêneros, a sexualidade e a saúde da mulher. Em 1982, o feminismo passou a manter um diálogo importante com o Estado, com a criação do Conselho Estadual da Condição Feminina em São Paulo, e em 1985, com o aparecimento da primeira Delegacia Especializada da Mulher.

 

LEIA MAIS  As principais conquistas das mulheres ao longo da História